segunda-feira, 19 de abril de 2010

Dando uma olhada no visual


Um dia lindo de sol depois de tanta chuva. Fomos dar uma volta na praia, eu Pepê e Luiz...pegar um sol, um ar fresco. Já não está tão quente, o verão passou. Curtimos a natureza com um olhar diferente, um valor a mais. Paz e amor né Pepê?



quarta-feira, 7 de abril de 2010

Depois de uma trégua...mais chuva

video

Alguns meses depois...Costão

Por conta dos estudos a muito não ía ao Costão...esse dia foi antes do temporal (fim do mês de março), mas só agora postei pois as fotos estávam juntas com a de hoje na máquina. É válido e fica aqui a lembrança de um dia lindo.



Amor até de baixo d`'agua

De volta para casa
A garça, a poça e os vizinhos
Meme mostrando o valão
Uma das muitas árvores caídas: sem passagem
Vizinhos amigos arrumando a rua
O portão do vizinho e seu córrego natural

O Rio de Janeiro é conhecido mundo a fora como a cidade maravilhosa. De fato sua paisagem é sem igual, com um litoral deslumbrante que contorna quase todo o estado, verde de uma floresta Atlântica remanescente não existente em nenhum outro lugar do Brasil. Tudo bem, faço um parêntese para reconhecer a floresta Atlântica da Serra do Mar no Paraná. Montanhas, Serra, cultura, samba, chorinho, carnaval, pessoas felizes e acolhedoras, há irmandade.
Teria esses e outros motivos para recebermos a Copa e as Olímpíadas, um forte motivo seria a geração de empregos. Mas acredito termos outras prioridades e uma delas veio a tona nesses dias de chuva: a necessidade de implementar melhorias urbanas cotidianas. O Rio sofre com enchentes a mais de 40 anos. todos os anos centenas de pessoas morrem. O ano de 2010 mesmo começou com mais de 200 mortos na tragédia da Região dos Lagos, por conta de chuvas e consequentes desmoronamentos. Esses dias não foram diferentes. Por conta das fortes chuvas (naturais dessa época do ano), já uma centena de pessoas morreram, outras estão desaparecidas, mais de 2 mil desabrigados!!!
Do outro lado da ponte (Rio-Niterói) e seguindo pelas redondezas até na Serra dos Órgão, ou seja todo o Estado foi atingido. Moro em Niterói, um lugar privilegiado, no coração da Floresta Atlântica, ambientalmente protegido e perto de um das praias consideradas mais bonitas do Brasil. Um lugar chamado Vale Feliz, e é mesmo. Lugar esse que a chuva derrubou árvores em quase todas as ruas, postes cairam, valas enormes foram abertas pela passagem de verdadeiros córregos pelas ruas. Os vizinhos se uniram para consertar, tentar fechar as valas colocando entulhos, para tentar consertar o que a chuva destruiu. Ótimo! Parabéns, mas se uniram também para falarem mal dos políticos, da falta de luz, dos próprios vizinhos que jogam lixo (aliás esse é outro problema, o lixo). Tudo bem melhorias dever ser feitas, mas há o que foi esquecido: a beleza da chuva caindo, seu forte som sobre a floresta, o córrego que a anos foi destruído para ruas e casas serem feitas...a beleza da água correndo, lavando o bairro, das crianças brincando nas ruas quando a chuva deu uma trégua, dos meninos jogando futebol no campo encharcado, os passarinhos voltando a cantar e o verde mais verde que nunca depois de 2 dias de chuva. A beleza da natureza, pois se os políticos são omissos, a natureza não o é. Ela faz sua parte, inerente ao seu natural, igual como todos os tempos, cumprindo sua missão. A beleza da existência por si só, pois não precisa de admiradores, ano que vem nessa mesma época, querendo ou não, tendo quem admire ou não, felizmente as chuvas fortes voltarão e infelizmente novamente pessoas morrerão por omissão do governo...se podemos fazer alguma coisa que façamos, mas não fiquemos falando mal.